terça-feira, 22 de junho de 2010

Casal roqueiro


Texto originalmente publicado na revista Circuito Guarulhos, 06/2010


Texto e Ilustração: Diego Calvo

Na escola a professora faz a chamada: Carlos de Souza, Fernando de Brito, John Lennon da Silva... John Lennon?! Sim, logo sabemos que os pais do pequeno John são roqueiros.

Casais roqueiros têm essa mania, colocar nomes dos filhos de ícones do rock’n´ roll. Para azar dos filhos, os nomes variam de Renato Russo, passando por Elton John e chegando à Creedence Clearwater Couto, um jogador brasileiro de futebol. Acreditem, os cartórios estão cheios de nomes assim.

Geralmente, esses casais se conheceram em algum barzinho, ou show, mas, invariavelmente, os momentos românticos são regados de clássicas músicas e, toda vez que toca uma banda no rádio, logo vem um comentário: “Essa, música me lembra...”

Alguns pontos são fundamentais para identificar este tipo de casal. O primeiro deles são os cabelos, na grande maioria, longos, seja no homem ou na mulher. Outra característica é apertar o cinto na economia doméstica, assim, sobrar dinheiro para ir no show, por exemplo, do Bob Dylan e ainda, quando questionados se vale a pena pagar tanto para poucas horas de entretenimento, eles respondem: “Pô! Vai saber quando o cara vai voltar ao Brasil”.

Os gostos são variados. Há aqueles que gostam de rock nacional, internacional, progressivo, punk, heavy metal, entre outros. O som tem de estar no último volume, para desespero da vizinhança. As roupas devem, sempre, ser das modas passadas. Para um casal roqueiro, as calças boca de sino nunca saem da moda.

À um bom casal dessa linha, é indispensável que um dos dois toque algum instrumento. Contrabaixo, guitarra ou bateria são os campeões das escolhas. É claro, no caso de nunca conseguir tocar nenhuma música, o casal tem de conhecer à fundo as histórias bizarras de seus ídolos, por exemplo, a marca do whisky que o Jim Morrison tomou antes de ser encontrado, inanimado, na banheira.

Apesar da vida conturbada de seus ídolos, os casais roqueiros são gente boa demais. Receptivos e de fácil amizade. São apaixonados uns pelos outros e adoram encontrar com amigos para ouvir um bom e velho rock´n´ roll ... é claro, só não fale mal do Mick Jagger.

Nenhum comentário:

Postar um comentário