sexta-feira, 13 de maio de 2011

Sexta-feira 13, a lenda não vem das telas de cinema

Bruxas não são,
propriamente, feias.
Esta é uma opção de
fantasia para a noite
em uma sexta-feira 13
(tira qualquer azar).

Por Diego Calvo

Não, meu amigo, a crendice de que uma sexta feira 13 dá azar, não surgiu das telas de cinemas que mostravam a tão conturbada história de Jason, um menino interiorano que morreu afogado por causa da displicência de estudantes que passavam as férias no rancho de sua família (creio que é isso).


A lenda tem varias possíveis origens, mas quase todas remetem ao cristianismo. A mais aceita é de que Jesus foi crucificado em uma sexta feira e na ultima ceia havia 13 pessoas (Cristo e seus 12 apóstolos). Aí, sabe como é, alguém disse que sexta era um dia de azar e que se cair no numero 13, dá mais azar ainda.

Existem, ainda, outras duas lendas nórdicas, a primeira conta que 12 deuses foram chamados para um banquete, sabe como é, só a patotinha dos divinos, deixando de lado Loki, o deus da discórdia (para mim isso foi bullying), então o enjeitado, armou uma bela confusão que culminou na morte de Balder, o queridinho de todos (espera lá, um deus morre?).

A segunda é que a deusa do amor, da beleza e da sacanagem, Friga, foi transformada em bruxa assim que os nórdicos foram convertidos ao cristianismo (fizeram isso com o deus Pã, na mitologia Romana, mas transformaram-no em cabrunco). Como o nome Friga deu origem a ‘sexta-feira’ (frigadag), diz a lenda que, para se vingar, a agora bruxa, se reunia com outras 11 bruxas e também com o demônio, para rogar pragas. Um outro espertinho deve ter dito que os 13 rogavam mais praga em uma sexta-feira com este numero.

Crendice ou não, fobia a este dia tem até nome, parascavedecatriafobia ou frigatriscaidecafobia (mais facil falar ‘medo de sexta-feira 13’). Existem outras histórias, mas deixa estas duas só.

Não sou superticioso, mas aconselho a não fazer certas atividades neste dia, por exemplo, pular de bangjump, aprender a pilotar helicoptero, resistir a assalto, xingar o Maguila, atravessar a Rodovia Presidente Dutra pelo asfalto, etc..

Vai por mim, melhor não arriscar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário