segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Autoridade Amiga




POLÍCIA MILITAR E A REPERCUSSÃO
A soldado Marina e seu abraço ressoou por diversos cantos do Brasil 

Por Diego Calvo
Foto Diego Calvo

Graças ao artigo publicado em 13 de dezembro de 2011, e relembrado pela Secretaria de Segurança Publica de SP (SSP) em 09 de fevereiro de 2012, venho recebendo diversos elogios e demonstrações de respeito.

Vários sites re-publicaram a matéria e outras tantas pessoas comentaram o assunto neste humilde espaço.

A história foi contada em diversas cidades e a foto que tirei está, inclusive, sendo mostrada em cursos nos batalhões a fora.

Verdade é que a imagem tomou proporções que eu não imaginava. O que eu queria demonstrar era que a Policia Militar (PM) tem, por trás da farda, cidadãos de carne e osso, sujeitos, assim como nós, a emoções e variados sentimentos.

Devemos humanizar, cada vez mais, as atividades mais duras de nossa raça. Essa, sem duvida, é a tendência de nossa vivencia social. Os médicos já, em sua maioria, não lidam com números e sim com nomes. Os necrotérios visam, a tempos, o respeito ao corpo que ali está e que já andou pela terra.

Leia também: 


Apesar de tudo isso, não é de se estranhar que o ser humano, líder em se adaptar as mais diversas circunstâncias, venha a esfriar a sua alma ao tratar, tantas vezes, com tragédias e intima violência urbana.
Já perdi a conta de quantos corpos fotografei, com isso, criei um tipo de escudo contra emoções de baixa vibração. Imagine se levasse para casa, em forma de pensamento, todo assassinato que vejo e fotografo. Não restaria nada de mim a não ser os mortos.

Assim é nestas outras profissões. PM, Polícia Civil, médico, etc., todos sujeitos as mais duras realidades humanas.

Restam a aqueles que ficam em seu mundo isolado, protegido pelas paredes de sua casa e pela conveniente cegueira social, abrir os olhos e receberem o abraço daqueles que trabalham para o bem comum.

Como sempre digo, em todo lugar existem bandidos e a estes que sejam dadas as penas cabíveis, mas, o outro lado da história também deve ser contado. Foi isso o que tentei fazer com esta foto.

Representando toda a corporação, fica aí a imagem da Soldado Marina. Tirem, agora, suas conclusões, meus caros leitores.    

Lembrando o Caso: 

Dentro da comunidade São Rafael, em Guarulhos / SP, após um bate boca entre duas mulheres ( que proferiram acusações de baixo escalão pondo em duvida suas vidas sexuais, se é que me entende), uma delas buscou um revolver e deu vários tiros na face da rival.

O padrasto da vítima, completamente abalado, prostou ao chão e começou a chorar. A prestativa Soldado, chamou o senhor e, para a minha surpresa, lhe deu um abraço procurando acalentar sua dor.

3 comentários:

  1. Anônimo2:29 PM

    Meu nome é Machado SD PM Machado trabalho em Mogi das Cruzes e fiquei comovido pelo que vi nesta reportagem! Já vivi situações que simplesmente abalariam qualquer pessoa mais fiquei feliz de existir uma pessoa como você Diego que divulga a nossa boa imagem, parabéns Diego e parabéns a você SD PM Marina!

    ResponderExcluir
  2. Anônimo2:29 PM

    Meu nome é Machado SD PM Machado trabalho em Mogi das Cruzes e fiquei comovido pelo que vi nesta reportagem! Já vivi situações que simplesmente abalariam qualquer pessoa mais fiquei feliz de existir uma pessoa como você Diego que divulga a nossa boa imagem, parabéns Diego e parabéns a você SD PM Marina!

    ResponderExcluir
  3. Anônimo2:30 PM

    Meu nome é Machado SD PM Machado trabalho em Mogi das Cruzes e fiquei comovido pelo que vi nesta reportagem! Já vivi situações que simplesmente abalariam qualquer pessoa mais fiquei feliz de existir uma pessoa como você Diego que divulga a nossa boa imagem, parabéns Diego e parabéns a você SD PM Marina!

    ResponderExcluir