quarta-feira, 14 de março de 2012

Homenagem João Bittar



SINGELA HOMENAGEM AO VELHO 

MESTRE BITTAR
João completaria 61 anos hoje



Auto retrato

Por Diego Calvo
Foto João Bittar (facebook)


O que sei de João Bittar é o que li, vi e conversei pelas redes sociais. Nunca me encontrei pessoalmente com o mestre, mas nossas conversas, pelo face, foram sempre cordiais. Ia eu sempre elogiando suas fotos e ele, às vezes, as minhas.

Não fiz seu curso e não fui seu aluno, em partes, porque seu trabalho urbano inspirou muito minha fotografia. Descendente da velha técnica de resolver a foto na hora, sem interferências de sua parte, clicando no momento cabido, me ensinou que devo ser rápido e atento.

Não fiz o curso, mas certo era que pensava em fazer, só que problemas financeiros me emperravam sempre. Primeiro foi a compra de meu apartamento, depois o casamento, depois o filho. Hoje, mais tranquilo, pensava, este ano, em entrar para suas aulas, mas o velho mestre se foi adiantadamente.


Resta a este blogueiro e repórter fotográfico de profissão, conviver com quem já conviveu com João. Tatiana Cavalcante e Alexandre de Paulo, sempre me contam as aventuras e os ensinamentos de nosso saudoso. Sr. Paulo Carneiro, com seu jeito todo especial, sempre me diz, “ele é um gênio!”.

É, pena, mas a vida é assim mesmo. Completaria anos hoje, mas Deus estava precisando registrar as nuanças do paraíso e, com certeza, escolheu o melhor fotografo urbano para isso, João Bittar. 

Um comentário:

  1. Feliz de quem tem um amigo, feliz de quem tem um amigo que se foi e está no coração. Feliz, foi ter conhecido e trocado bons momentos com o João Bittar.

    ResponderExcluir