sexta-feira, 30 de março de 2012

Política - Um governador chato



ALCKMIN, VOCÊ É MUITO CHATO!
Cerca de 40 min de discurso, só números e nenhuma risada alheia 

Por Diego Calvo
Fotos Diego Calvo

Hoje fui cobrir, em Mogi das Cruzes, a Agenda Metropolitana do Alto Tietê. Bom, resumindo, é uma reunião de vários municípios (que margeiam o Rio Tietê*, desde sua nascente até a chegada a São Paulo), onde se discutem melhorias para a região. Este evento, pomposo por demasia, teve a ilustre participação do governador do estado Geraldo Alckmin.


Depois de um almoço “male male” (até eu estava bom, mas chegamos tarde e não sobrou muita coisa), foi a vez de se acotovelar a outros colegas no “corró” que chamam de espaço para a imprensa. Quando o governador chegou, foi aquele alvoroço. Batiam com a cabeça na minha lente, entravam nas fotos uns dos outros, etc., uma loucura. Até mandei um cinegrafista se f...

No auge do evento, Alckmin foi falar. ‘Pata-que-o-pariu’, que cara chato! Ficou uns 40 minutos falando de números. Vamos construir aqui e custará X milhões, vamos remendar ali e custará Y milhões, vamos investir XY milhões acolá, vamos fazer uma porrada de coisa que custará uma porra de reais. Será que estes caras pensam que somos idiotas? 90% de tudo isso não sairá do papel.  

E tem mais, foram 40 minutos de blá blá blá, sem nenhuma piada se quer. Nem uma gracinha, nem uma risadinha, nada. Eram números e mais números!

Sinceramente, deu sono! Pode até ser um bom governador, mas é chato pacas!

Ô Alckmin, troca uma ideia com o Rafinha Bastos, ou o Marco Luke, ou o Danilo Gentili. Eles vão te dar um toque de como segurar a plateia. Vai por mim, meu caro, tá aí o Tiririca que não me deixa mentir.

Gastos excessivos

Uma reunião de prefeitos com o governado, não precisava ser em um Resort que custa cerca de R$ 400,00 a diária por pessoa. Bastava, na minha humilde opinião, chamar todo mundo no Palácio dos Bandeirantes, se enfiar em uma sala e decidir quem quer o quê e o que vai para quem. Mas eles querem show e o tiveram.
Apesar de que, vai saber que favores o tal resort deve para a prefeitura ou vice e versa, daí sai de graça.

Maus tratos com a imprensa

Como de costume, a imprensa foi colocada em um “lugarzinho” 2x2. Umas 5 câmeras de TV e cerca de quarenta fotógrafos (incluindo eu) tentavam, herculeamente, fotografar uma mesa de uns 7 metros à 2 de distância. O jeito foi sentar no chão, fora do cercadinho, e mandar ver.
Só registrando, cinegrafista é uma raça aporrinhadora heim! Tá loco.

*Rio Tietê, para quem não conhece, é o principal rio de São Paulo. Nasce em Salesópolis e vai desaguar no Rio Paraná (no limite do estado). É poluído em boa parte do seu percurso, principalmente próximo à capital paulista. Controverso, nasce quase na serra e, diferente de outros rios que seguem para o mar, ele vai para o interior.

Nenhum comentário:

Postar um comentário