segunda-feira, 16 de abril de 2012

TÁ FALTANDO ALGUMA COISA NO MMA



A ocidentalização das artes marciais acabou com o milenar método dos mestres

Por Diego Calvo
Foto Divulgação Globo

Estou, assim que posso, acompanhando o reality show  da Globo sobre o UFC. Como a maioria de nós, os neandertais machos, gosto de ver pancadarias, sangue e muita luta. Mas sinto falta de uma coisa. Algo que fez de Daniel San e Sr. Myague, meus ídolos de infância.

--> Não, não é a viadagem do Daniel (com aquele golpe da garça tresloucada) e nem o Alcoolismo do velho Myague (no dia em que completa anos da morte de sua mulher). O que dá saudades é da filosofia oriental.

Em filmes chineses e japoneses, a arte marcial é encarada como estilo de vida. A filosofia, presente, inclusive, no Kung Fu Panda, inclui técnicas de concentração, katis e muita disciplina. Lá não se vê os heróis falando: “quero entrar na arena para derrubar meu adversário”, ou “não tem para ninguém, sou o melhor”. Essas são as falas dos vilões.

Bruce Lee disse que, antes de entrar na luta, é preciso ter a mente vazia e nunca pensar, nem na vitória e nem na derrota. Quem pensa antes, já entra derrotado por sua mente.

O que vejo na TV é um bando de jovens bombados e marrentos querendo sangue a todo custo. Não existem mestres, só treinadores. Não existe uma arte milenar, só a velha ocidentalização de tudo que vem do oriente, e isso, é uma bosta!

Nenhum comentário:

Postar um comentário