terça-feira, 22 de maio de 2012

O "Amor, estranho amor" da rainha dos baixinhos



Xuxa chora, sorri, mas tenta esquecer de seu mais famoso filme. Mas, rainha, nós não esqueceremos jamais.

Por Diego Calvo
Fotos Reprodução
-->
Xuxa deu seu depoimento no quadro do Fantástico, “O que vi da vida” (exibido dia 20 de maio de 2012). Lá ela contou suas aventuras amorosas,romances de princesa e, entre uma ou outra lágrima, que foi abusada na infância.

No dia seguinte, a pergunta foi: “Por que ela não falou sabre aquele filme pornô?” Geralmente esta pergunta era seguida por: “Será que ela fez mesmo esse filme?” Sim, meu caro leitor, e o longa metragem em questão tem nome, “Amor estranho Amor”.

Seria muita coragem falar sobre o filme, mas, vem cá, se ela não quer falar, problema é dela!

Rodado em 79 e lançado em 82, a jovem prostituta Tamara (mais safada que funkeira bêbada), seduz um garoto chamado Hugo, de 12 anos. Para nossa alegria, a ninfeta fica nua em pelo e paga peitinho em diversas cenas.
Não sejamos hipócritas! Quem (se homem) não queria ser abusado sexualmente por uma loirinha safada em plena adolescência? O moleque começou a vida bem!

Xuxa, liga para estes caras não! Vem cá, dá um autógrafo na minha copia pirata do filme!

Outras facetas da nossa rainha que já foi coelhinha e até horóscopo.

 


Um comentário:

  1. Uma coisa alarmante é a hipocrisia das famosidades, Xuxa é uma deusa no meio artistico brasileiro, mas como todos os mortais ela também é "fake", pouco tempo depois de declarar ter sido vítima de violência sexual, escqueceu-se de cenas em que se exibiu fazendo sexo ou corrompendo uma criança, o que mais incrivel é que o filme se passou num regime autoritário e censurado e deixaram passar passar estas cenas que mesmo sendo implícitas deveria ser proibido naquela época.
    Como nossa sociedade é hípocrita também não é verdade.

    ResponderExcluir