sábado, 29 de dezembro de 2012

Na Índia ou no Brasil, injustiça!



Uma jovem indiana foi estuprada e torturada por seis homens dentro de um ônibus. O amigo dela também foi espancado. Jogada para fora do veículo em movimento, a jovem morreu nesta sexta (28). Este texto é a mostra de nossa indignação! Leia. Indigne-se! 


Enquanto isso, em um ônibus qualquer...

Por Diego Calvo
Foto Divulgação

-- Olha aquela “mina” ali, olha, olha!
-- Gostosa né? Sssssssss...
-- Nossa (mordisca os lábios).
-- Olha que bundinha (roça as partes intimas com a mão).
O ônibus segue seu caminho. Balança.
-- Nossa, olha os peitos dela... hummmmm.
-- Cara, meu pau tá duro que só!
-- Empresta está vara aí!
-- Meu pau?
-- Não sua anta! Esta vara aí... esta aí!
-- O que você vai fazer cara?
-- Quero ver os peitos dessa “mina”!
-- “Cê” é louco cara! (risos)
-- Quem quer ver uns peitinhos?
O ônibus balança. Os seios também.
-- Então, quem quer ver uns “peitchinhos”?
-- Eu!
-- Eu também cara.
-- Eu vou!
-- Se todo mundo vai, eu vou!
-- Ah! Vamos nessa então!
O ônibus continua. Balança.
-- Ae vagabunda, deixa agente ver estes seus peitos!
-- Que isso? (Protege os seios com os braços)
-- Mostra garota! Agora!
-- Que isso cara, a garota está comigo! Ela não vai mostrar nada!
Slept... slept... (usa a vara)
-- Cala a boca viadinho!
Slept... slept... (usa a vara)
-- O viadinho desmaiou! (risos) Frouxo!
-- Agora você, mostra os peitos!
-- É isso aí, mostra os peitos (roça o pau com a mão).
O ônibus segue. Balança.
-- Você, arranca a roupa dela!
-- Eu?
-- É, arranca a roupa dela!
Chark... Chark... (rasga a roupa)
O ônibus segue. Balança.
-- Delícia!
-- Caraca! (roça o pau que já está fora das causas)
-- Chupa ele vagaba!
-- Não... não!
Slept... slept... (usa a vara)
Chup.. chup...
-- Que vagabunda...
O ônibus balança. Segue.
-- Vou comer esta vaca!
-- Agora minha vez cara!
-- Deixa ela chupar o meu!
-- Eu!
-- Eu!
-- Eu!
(...)

-- Chega, não aguento mais! Gozei três vezes!
-- Percebi, sujou minha perna! (gargalhadas)
-- O que vamos fazer com ela?
-- Joga ela e o viadinho pela janela!
Vupt... vupt...!
E o ônibus segue. Balança.

Nenhum comentário:

Postar um comentário